Venezuela eleva salário mínimo para cerca de US$ 3,7 por mês

CARACAS – O governo venezuelano elevou o salário mínimo para 250 mil bolívares por mês, cerca de 3,71 dólares, na taxa de câmbio oficial vigente de uma economia que há dois anos sofre com uma hiperinflação que destrói o valor da moeda local.

O aumento de 66,66% está em vigor desde 1º de janeiro e se soma a um aumento de 33,33% no bônus de alimentação, a 200.000 bolívares.

O ex-ministro e atual membro da Assembleia Nacional Constituinte Francisco Torrealba postou no Twitter os decretos presidenciais publicados no diário oficial de 9 de janeiro de 2020.

O novo salário é suficiente para comprar uma caixa de ovos e cerca de 100 gramas de queijo branco fresco, ou um pouco mais de um 1 quilo de carne.

A inflação anualizada da Venezuela para novembro foi de 13.476%, segundo dados do Congresso. O último relatório do Banco Central em setembro de 2019 mostrou um aumento acumulado de 4.679,5% nos preços.

A oposição acusa o governo do presidente Nicolás Maduro de ser o responsável pela pior crise econômica da história do país, que tem as maiores reservas de petróleo do mundo. O líder chavista atribui os males da economia às sanções dos Estados Unidos.