Ucrânia nega pressão de Trump para investigar Joe Biden

Biden ainda aparece como o candidato com mais vantagens sobre Trump

WASHINGTON/ QUIEVE – O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, negou informações de que o presidente dos EUA, Donald Trump, pressionou o líder ucraniano Volodymyr Zelenskiy, em uma entrevista à mídia local Hromadske no sábado, 21.

Na sexta-feira, reportagens da mídia dos EUA afirmaram que Trump pressionou repetidamente o presidente da Ucrânia a investigar Joe Biden, um dos principais rivais políticos de Trump, em um telefonema de julho.

“Eu sei do que se tratava a conversa e acho que não houve pressão”, disse Prystaiko. “Essa conversa foi longa, amigável e abordou muitas perguntas, às vezes exigindo respostas sérias.”