Trump diz que votação sobre impeachment é “triste” e que não se importaria com julgamento longo

Presidente Donald Trump em imagem de arquivo

WASHINGTON  – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, desdenhou nesta sexta-feira, 13,  o processo de impeachment do qual é alvo, e que vê como uma farsa, e disse que não se importaria com um julgamento longo no Senado, afirmando que quer ver o delator cuja queixa levou os democratas a iniciarem o inquérito.

Falando aos repórteres na Casa Branca depois que o Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados aprovou dois artigos de impeachment contra ele, Trump descreveu o processo como uma “farsa” e disse que os democratas estão trivializando o impeachment.

“É uma coisa muito triste para nosso país, mas parece ser muito boa para mim politicamente”, disse Trump, argumentando que seus números subiram nas pesquisas.

“Impeachment é uma farsa. É uma lorota”, disse.

O presidente disse estar aberto a um processo longo ou curto no Senado, que deve realizar um julgamento em janeiro.

“Farei o que bem entender… então encaro longo ou curto. Não me importaria com um processo longo, porque gostaria de ver o delator, que é uma fraude.”

Trump, que afirmou diversas vezes que não fez nada de errado durante um telefonema de julho no qual pressionou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, a investigar o ex-vice-presidente democrata Joe Biden, disse que usar o processo de impeachment contra ele não é bom para os EUA.

“Não foi feito nada de errado. Usar o poder de impeachment para essa insensatez é um constrangimento para este país.”