Trump afirma em NH que estabilidade da economia americana depende de sua reeleição

(Foto: Getty Images)

MANCHESTER – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse para uma plateia lotada em Manchester, New Hampshire, nesta quinta-feira, 15, que a segurança econômica dos americanos depende de sua reeleição ao afirmar que só ele pode manter “o crescimento da América”.

“Gostando ou não, você tem que votar em mim”, afirmou o republicano no primeiro comício da campanha para garantir o seu segundo mandato na Casa Branca.

Trump usou os números fortes da economia americana sem considerar os rumores de que uma recessão deve atingir os EUA nos próximos 12 meses.  “Os Estados Unidos  têm agora a economia mais aquecida do mundo”, ressaltou o presidente.

Ele argumentou que cumpriu a promessa de campanha de levar a economia para números históricos e se arriscou a dizer que o mercado financeiro teria quebrado se ele não tivesse vencido a eleição em 2016. Dessa vez, o magnata diz que a sua derrota significa mandar a aposentadoria dos americanos “ralo abaixo”.

No comício,  que aconteceu menos de duas semanas depois dos tiroteios em massa em El Paso, no Texas, e Dayton, em Ohio, que resultaram na morte de 31 pessoas, o  presidente disse não acreditar que dificultar o acesso a armas para que cidadãos de baixa renda possam se defender resolva o problema. Em contrapartida, ele defende a ampliação de centros de tratamento para pessoas com problemas de saúde mental.

Trump atacou ainda os rivais democratas, o que caracterizou como uma invasão de “socialistas e comunistas”. “Eles veem todo mundo como nazistas e facistas. Eles acusam os nossos agentes de fronteira de coordenar campos de concentração”, destacou o presidente em referência às medidas de “tolerância zero” adotadas pela sua administração em relação aos imigrantes e refugiados.

O evento chegou a ser interrompido por um grupo de manifestantes que foi retirado rapidamente do local. Durante a confusão, Trump confundiu um de seus apoiadores com os opositores e o criticou pelo seu “sério problema de peso”. “Vá para casa. Comece a se exercitar. Tire-o daqui, por favor”, instruiu o presidente. “Você tem um problema maior do que o meu”, alfinetou.

New Hampshire vai abrir as primárias presidenciais em novembro e foi o primeiro celeiro republicano a dar vitória para Trump há três anos, embora a rival democrata Hillary Clinton tenha conquistado a vantagem no voto popular no estado.