Treinamento de policiais em Massachusetts é insuficiente, revela auditoria

BOSTON – Os policiais das cidades Massachusetts não recebem treinamento suficiente e coloca a resposta eficiente contra o crime em diversas cidades em xeque, afirma um relatório divulgado nesta segunda-feira, 18.

Suzanne Bump, que conduziu o estudo, afirma que “é importante que os policiais se sintam capazes de lidar com as reações interpessoais assim como o público consiga se relacionar bem com a polícia. “Assim todos, inclusive os policiais, vão se sentir mais seguros”, destaca a auditora estadual.

Pelo menos 15 mil agentes devem passar pelo treinamento de 40 horas a cada ano em Massachusetts, mas o relatório revela que a verba permite que apenas 5 mil policiais tenham acesso às aulas.

A auditoria destaca que em algumas cidades nenhum policial é treinado por falta do recurso proveniente do imposto de US$2 sobre o aluguel de carros e caminhões.

O ex- agente federal George Prince, um dos responsáveis pelo treinamento obrigatório no Estado,  observa que as situações que os policiais enfrentam se modificam constantantemente e os agentes precisam se reciclar na mesma velocidade. “É quase mais importante do que a própria academia [de polícia]”, afirma o instrutor de táticas especiais.

Prince observa ainda que as instalações são velhas e o número de  treinadores é escasso.