Sem dinheiro, família pede ajuda para salvar brasileiro que luta contra o câncer

Liliam acompanha o marido e revive o pesadelo de ser vetado em mais um hospital (Foto: Arquivo Pessoal)

HOUSTON – Após ser rejeitado  em um hospital da Flórida, o brasileiro Ricardo Nóbrega segue na busca pelo tratamento do câncer que já atingiu cinco pontos de seu corpo. No início desta semana, o MD Anderson Hospital, em Houston, no Texas, realizou exames que indicam uma piora em seu quadro clínico e, pela segunda vez, ele está prestes a ser impedido de proceder o tratamento por falta de dinheiro.

Impossibilitado de fazer voos de avião que, de acordo com os médicos, poderia ser fatal, Ricardo enfrentou cinco dias de viagem por estrada entre Orlando (Flórida) e Houston e chegou ao hospital com batimentos cardíacos inferiores a 38. “Vivemos momentos tensos. Uma hora ele pensou que iria receber alta como aconteceu na Flórida e entrou em pânico. Passou mal”, conta Lilian Tavares, esposa de Ricardo.

A equipe médica do MD Anderson Câncer Center chegou a elaborar um plano de tratamento para o brasileiro que também foi diagnosticado com coágulos de sangue nos pulmões, neste momento controlados com um medicamento que custa $300 por mês e deve ser administrado nos próximos 90 dias.

Mas, assim como na Flórida, a administração do MD Anderson Hospital disse que Ricardo tem que pagar o equivalente a $50 mil para seguir com o tratamento.

A sequência de cinco radiações, fundamental para a redução do tumor no cérebro, prevista para iniciar na segunda-feira, 8, foi suspensa. Um tratamento semelhante já havia sido negado ao brasileiro na Flórida, onde exigiram um pagamento antecipado de $ 48 mil, uma vez que o brasileiro não se qualifica para um plano de saúde.

Para ser atendido na Emergência do hospital do Texas, a família pagou $ 1,5 mil, parte dos recursos angariados através de doações (aproximadamente $ 20 mil) que também arcaram com os gastos da viagem, do aluguel de um apartamento pequeno e outras despesas essenciais.

O dinheiro que resta (pouco mais de de $ 4 mil) não é suficiente para quitar a primeira conta do hospital que soma $ 46,7 mil, referentes aos cinco primeiros dias de internação.

Corrente

A americana Sabrina Araújo, de Orlando, acompanha o drama da família Nóbrega e é responsável pela administração das contas de doação. Foi ela quem dirigiu o carro que levou a família até o Texas na esperança de combater os tumores localizados no cérebro, pulmões, fígado, rim e ossos.

“Após deixar o hospital, Ricardo tem que procurar uma clínica para ser visto por um médico. Mas nenhum tratamento hospitalar vai ser realizado antes de quitar a primeira conta”, explica.

Leia também: Brasileiro com câncer precisa de ajuda após ser vetado em hospital da Flórida

A família e amigos tentam outras vias para viabilizar o tratamento. “Quem tiver alguma informação, algum contato e possa nos ajudar a ir atrás de qualquer chance de tratamento, será muito importante”, pede Sabrina.

Solidariedade

Com tantas dificuldades, Ricardo prometeu aos três filhos enfrentar qualquer procedimento para sobreviver. O filho mais velho, Patrick, é tenente das Forças Armadas dos Estados Unidos e está no Kuwait, onde se prepara para servir o país na Síria. Ele não conseguiu autorização para visitar o pai.

Já Rafael, de 20 anos, trabalha em Orlando e divulgou nas redes sociais vídeo para pedir ajuda. “Eu trabalho, mas não consigo todo esse dinheiro. Precisamos salvar o meu pai”, disse o jovem emocionado.

Kadu permanece ao lado do pai o tempo todo

O caçula, Kadu de 13 anos, está o lado de Ricardo no Texas e também gravou um vídeo com um apelo direcionado ao jogador argentino Lionel Messi. “Sei que você ajuda instituições de câncer e peço que ajude o meu pai. Quero ser um jogador de futebol. Estou treinando para isso e quero que minha mãe e meu pai possam ver eu me tornar um grande jogador.”

Enquanto a mensagem não chega e convence o craque, os pedidos de ajuda tocam o coração dos brasileiros que podem doar através da página do Go Fund Me  ou pelo PayPal.

 

SERVIÇO: A Paleteria Original, que fica logo na entrada do segundo andar da Macy’s do At Millenia Mall(é possível avistar a bicicleta de paletas da área externa), vai reverter integralmente os valores das vendas do dia 13 de julho para a causa do Ricardo.