Primeiro paciente com EEE coloca Massachusetts em estado de alerta

BRIDGWATER – Um homem de 60 anos de Rochester, no Condado de Plymouth,  é a primeira vítima do vírus mortal Encefalite Equina Oriental (EEE) em Massachusetts desde 2013, confirmaram autoridades nesta segunda-feira, 12.

O paciente, que não teve a identidade revelada, está em coma e traz à tona os perigos causados pelo EEE que são transmitidos por mosquitos que estão mais propensos a se proliferar durante a noite.

“Essa notícia coloca em evidência o perigo do EEE e por isso pedimos aos residentes de levar esse risco muito a sério”, observa a Comissário do Departamento de Saúde Pública de Massachusetts, Monica Bharel, nesta segunda-feira, 12, diante maior infestação de insetos dos nos útimos sete anos.

Leia também: Cidades de MA estão em estado de alerta por risco de contaminação do vírus EEE

Os Condados de Plymouth e Bristol são o mais atingidos e precisaram suspender atividades e eventos a céu aberto após o pôr do sol. As cidades estão sendo pulverizadas desde o início do verão.

DOENÇA

Muitos pacientes infectados com o vírus EEE não têm nenhum problema de saúde aparente, mas podem ficar repentina e gravemente doentes com danos graves ao sistema nervoso, por vezes resultando em morte.

Os sintomas incluem fadiga, febre, dor de cabeça, náusea, inquietação, irritabilidade, dificuldade em andar ou instabilidade e confusão mental. Ao identificá-los é necessário buscar atendimento médico imediato.