Novo presidente da Argentina surpreende ex-alunos durante prova

BUENOS AIRES – O novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, trocou de papéis brevemente nesta sexta-feira, voltando ao seu antigo emprego de professor universitário para aplicar as provas finais de seus alunos.

Fernández, que tomou posse na terça-feira, surpreendeu os alunos ao aparecer para supervisionar uma prova de sua turma de Crime e Justiça na Universidade de Buenos Aires, onde foi professor de Direito antes de lançar sua candidatura presidencial neste ano.

Uma segurança reforçada ocupou os corredores da escola depois que Fernández, de 60 anos, chegou de carro do palácio presidencial da Casa Rosada. De terno e gravata, ele se sentou pacientemente diante de sua sala enquanto os alunos faziam a prova de horas de duração. Ao final, eles posaram para uma foto em grupo.

“Ele não é mais candidato a presidente, é o presidente da nação. É histórico. Isso nunca mais vai acontecer comigo nessa vida”, disse a estudante Nadina Tatiana Pasanini.

Pouco conhecido no país sul-americano até o início deste ano, Fernández manteve suas atividades pedagógicas durante a campanha eleitoral, que culminou com seu triunfo sobre o conservador Mauricio Macri, que tentava se reeleger para um segundo mandato.

Em setembro, Fernández viajou a Madri para dar aulas em uma universidade, uma obrigação que disse ter assumido antes de anunciar sua candidatura. Ele continuou aplicando provas até outubro, quando a eleição aconteceu.

Fernández teve muito apoio dos eleitores jovens e procurou sublinhar sua imagem de homem do povo, o que incluiu postagens em redes sociais nas quais apareceu tocando guitarra e indo votar com seu cão.