Nova Inglaterra retoma atividades após três dias de nevasca

Imagem de Gardner, em Massachusetts

BOSTON – Após três dias de tempestade, a Nova Inglaterra se recupera dos índices recordes de neve para esse início de dezembro e tenta retomar as atividades normalmente. As autoridades, entretanto, alertam para que as condições de trânsito continuam perigosas e pedem precaução.

As temperaturas  baixas, por volta dos 30 e 40°F, dificultam o descongelamento das pedras de neve que bloqueam calçadas. O black ice, camada de gelo que torna as pistas escorregadias, também deve ser um problema para os próximos dias.

Segundo o Serviço Nacional de Meteorologia (NSW), Fitchburg, em Massachusetts, acumulou 27.4 inches (mais de 68 cm) desde domingo. Woodford, em Vermont, registrou 26 inches (pouco mais de 66 cm) e North Granby, em Connecticut, 18 inches (quase 46 cm).

Na Grande Boston, entretanto, não passou de 5 inches embora o período de nevasca no segundo dia tenha sido de quase 24 horas sem cessar. Os primeiros flocos de neve começaram no início da noite de segunda-feira e só foram para às 17 horas.

Nova York não ficou de fora do impacto da nevasca. Na segunda-feira, o governador democrata Andrew Cuomo declarou estado de emergência. “Estou declarando estado de emergência para os condados de Albany, Columbia, Greene, Rensselaer, Schenectady, Saratoga e Ulster”, escreveu o governador nas redes sociais.

O estado vizinho de Nova Jersey também sofreu com o impacto da tempestade de inverno. De acordo com o Central Power and Light, mais de 36 mil pontos ficaram sem energia elétrica em consequência dos danos provocados pelo mau tempo.