Mais de 300 migrantes são liberados após megaoperação do ICE no Mississippi

Agente vigia presos detidos em uma das das fábricas do Mississippi na quarta-feira (Foto: Divulgação ICE)

JACKSON – Após a operação que prendeu 680 trabalhadores em uma megaoperação em fábricas no Mississippi, o Departamento de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE) dos Estados Unidos libertou mais de 300 nesta quinta-feira, 8, afirmou um porta-voz da agência.

Entre os imigrantes liberados, 271 foram transportados de volta ao local onde foram presos após passarem horas em um hangar para serem fichados e devem responder os processos de deportação em liberdade. Outros 32 foram liberados imediatamente após serem detidos, incluindo mulheres grávidas, e não foram levados ao centro de detenção.

Na quarta-feira (7) uma força-tarefa do ICE percorreu sete fábricas de processamento de alimentos nas cidades de Bay Springs, Carthage, Canton, Morton, Pelahatchie e Sebastapol, onde há grande concentração de imigrantes latinos, e ficam próximas à capital Jackson.

Leia também: Megaoperação do ICE deixa crianças no limbo no Mississippi

Clique na foto e assista ao apelo da filha para o ICE soltar o seu pai

A operação foi classificada como maior desse tipo na história do país e deixou centenas de crianças no limbo. Vídeos de filhos das pessoas presas na operação têm circulado pelas mídias sociais e canais de televisão desde a quarta-feira. Algumas crianças ficaram sozinhas e, sem poder voltar para casa, passaram a noite em um ginásio local.