EUA deportam goianio foragido por homicídio

(Foto: ICE divulgação)

BOSTON – O governo dos Estados Unidos deportou esta semana um brasileiro foragido por assassinato e tentativa de homicídio em Goiás há quase três anos. Varley Ramos Costa foi preso pela Polícia de Imigração (ICE) na frente da sua casa na Filadélfia, cidade mais populosa da Pensilvânia, em maio do ano passado após as autoridades norte-americanas confirmarem uma ordem de prisão contra ele no Brasil.

Costa deixou os EUA na terça-feira (23) depois de tentar anular sua extradição. O primeiro pedido foi negado em setembro de 2017. O brasileiro voltou a apelar e no dia 2 de agosto o Terceiro Circuito da Corte de Apelações emitiu a sentença final de que ele deveria deixar o país.

ICE divulgou foto do brasileiro embarcando rumo ao Brasil

Costa entrou em território norte-americano de forma clandestina, sem passar pelas autoridades imigratórias; e era procurado pela polícia de Goiás pelo assassinato de Luciano Carvalho Couto ocorrido em 15 de dezembro de 2015.

Segundo o inquérito policial, o homem de 53 anos mandou matar o amante da mulher Sueli Gomes Corrêa Costa, que também foi indiciada como cúmplice do crime por ter fornecido fotos da vítima.

Couto foi alvejado em frente a casa onde morava no bairro de Capuava, em Goiânia, por dois homens em uma moto. O pai da vítima, João Pereira Couto, também foi ferido com um tiro no braço ao tentar defender o filho.

Em nota, a ICE enfatiza que desde 1 de outubro de 2009 mais de 1,7 mil estrangeiros foragidos da Justiça de seus países de origem foram deportados. “Vamos continuar o trabalho para remover criminosos e indivíduos que representem perigo à segurança pública”, disse Simona Flores, diretora do Escritório de Operações Especiais da ICE na Filadélfia.