Democratas da Câmara divulgam relatório que detalha caso para impeachment de Trump

Presidente dos EUA, Donald Trump (Foto: Reuters)

WASHINGTON – Os democratas da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, que lideram o inquérito de impeachment contra Donald Trump, divulgaram nesta terça-feira, 3,  um relatório detalhando seu caso contra o presidente republicano, dizendo que ele usou “os poderes de seu gabinete para solicitar interferência estrangeira em seu nome na 2020 de eleição”.

O relatório foi preparado pelo Comitê Judiciário da Câmara, que deve iniciar audiências na quarta-feira, quando começar a considerar a elaboração de artigos de impeachment a serem apresentados à Câmara inteira.

Em seguida, a Câmara como um todo votará as acusações formais de impeachment. Se a Câmara votar pelo afastamento de Trump, um julgamento será realizado no Senado, que tem maioria republicana.

Recusa

Trump rejeitou mais cedo a possibilidade de parlamentares o repreenderem, ao invés de o afastarem do cargo, diante das acusações de que pressionou a Ucrânia indevidamente para investigar um rival político, enquanto democratas se preparavam para argumentar a favor do impeachment.

Em uma coletiva de imprensa abrangente na cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Londres, Trump atacou os democratas da Câmara dos Deputados que comandam o inquérito de impeachment motivado pelo caso ucraniano e repudiou a ideia de uma reprimenda aventada por alguns membros do Congresso, considerando-a “inaceitável”.