Ações da Petrobras caem mais de 7% após volta atrás em reajuste do diesel

(Foto: EBC)

RIO DE JANEIRO – As ações da Petrobras abriram em queda no Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, nesta sexta-feira, 12, após a petroleira voltar atrás em seu reajuste de preços do diesel, a pedido do presidente Jair Bolsonaro. Às 14h40, as ações ordinárias da empresa (PETR3), que dão direito a voto, despencavam 7,6%. As preferenciais (PETR4), as mais negociadas do índice, caiam 7%.

Na quinta-feira, a Petrobras anunciou um aumento de 5,7% no preço do diesel, quinze dias após o último ajuste. Em nota divulgada horas depois, no entanto, a petroleira voltava atrás em sua decisão, afirmando que “avaliou ao longo do dia, com o fechamento do mercado, que há margem para espaçar mais alguns dias o reajuste no diesel”.

O reajuste estabelecido na quinta-feira seria o maior desde que Bolsonaro assumiu o governo do país.

Como explica Pablo Spyer, da corretora Mirae Asset, o fato criou reação dos investidores avessos à medida. “Traz um desconforto, principalmente, porque mudou muito radicalmente a decisão”. No entanto, ele frisa que “não há indicações sobre uma política de controle de preços”.